AndreSurfer

Beyond the News

Mensalão e o sistema prisional brasileiro

O 15 de novembro de 2013 poderá adicionar um segundo marco à data e entrar para os livros de história como o dia em que políticos de alto escalão foram condenados e presos pelo Supremo Tribunal Federal (STF). José Genoíno, José Dirceu e Delúbio Soares estão encarcedrados no presídio da Papuda, em Brasília, desde o último feriado de Proclamação da Repúbllica por seus envolvimentos no escândalo conhecido como Mensalão ocorrido ainda no primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A prisão deles trás à tona um outro escândalo brasileiro que vive escondido por uma curtina de ferro muito mais pesada e grossa do que aquela que dividiu as europas ocidental e oriental após a segunda guerra mundial: o sistema prisional brasileiro.

Sabendo de que encontrariam na cadeia uma realidade além de suas imaginações, os condenados fizeram de tudo para cumprir suas penas através de prisão domiciliar ou, ao menos, em regime semi-aberto. Não conseguiram. Entretanto, foram tratados muito melhor do que previam e, como consequência, agora parecem não se importar tanto com a rotina dentro do presídio.

Com isso, algumas reclamações surgiram por parte de outros presos que também querem ter direito a visitas mais contínuas, que seus familiares e amigos não precisem esperar por horas na fila para adentrar o recinto e que os mesmos não tenham de passar por diversos tipos de checagem para falar com seus entes queridos. O sistema prisional brasileiro realça suas aberrações mais uma vez com o caso Mensalão!

Na prisão, os condenados vivem de perto a realidade de 28% da população brasileira, composta por 548.003 presos de acordo com os últimos dados do InfoPen, o Sistema Integrado de Informações Peninteciárias do Ministério da Justiça, consolidados em dezembro de 2012. Entretanto, essa experiência que os ex-alto mandatários do PT estão passando hoje pode ser muito positiva para a sociedade brasileira como um todo.

Há quem diga que somente aqueles que estiveram no inferno conhecem a dor do fogo quando queima a pele. Entretanto, os políticos presos em vez de queimarem lá dentro poderiam servir como uma ponte para levar alívio aos que vivem em situações precárias atrás das grades. Diante de tudo que passaram nos últimos anos no julgamento que enfrentaram, esta é a hora de mostrar que eles se tornaram políticos com objetivos de ajudar o Brasil e não de usufruir do poder para cometer crimes.

José Genoíno ainda é deputado federal e tenta de tudo para não perder o mandato. Então, por que não apresentar um projeto de lei para tentar acabar com a superlotação carcerária no Brasil? Por que não atuar para que os presos (todos eles) sejam tratados com dignidade assim como ele e seus colegas de partido estão sendo tratados? Por que não publicar artigos, notas e até ofícios baseados em conversas e entrevistas feitas com seus colegas na prisão descrevendo a realidade e exigindo mudanças? Por que não mostrar que muitos detentos continuam presos sem nem terem sido condenados? Por que não fazer pesquisas quantitativa e qualitativa diretamente com os presidiários para levantar dados sobre a condição financeira dos mesmos? Talvez descobriremos que realmente somente pobres e negros vivem encarcerados no Brasil! Por que não lutar para que o governo crie incentivos fiscais para empresas que empregam ex-detentos ou incentivos para que detentos trabalhem enquanto cuprem suas penas?

Isso não somente ajudaria os condenados a encontrar a liberdade mais rapidamente, como também melhoria suas imagens perante a população. Além do mais eles fariam um grande trabalho para moralizar o sistema penitenciário brasileiro que nem PT, nem PSDB conseguiram fazer nos últimos 20 anos.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on December 3, 2013 by in Geral, Português and tagged , , , .
%d bloggers like this: